Ser livre, conhecer o mundo e viver novas experiências: esses são os desejos da maioria dos brasileiros. Mas como tornar isso possível com o dia a dia atarefado? Uma boa opção é aproveitar as férias para uma viagem ao exterior com muita aventura e diversão.

Os lugares inusitados podem ser ótimos destinos para aproveitar as férias e ainda conhecer um pouco da cultura de um país ou cidade completamente diferente do que estamos acostumados. Às vezes, o incomum pode nos trazer experiências únicas e novidades interessantes para toda a nossa família.

Pensando nisso, preparamos uma lista com os 6 principais motivos para viajar para o Butão.

DSCN3962 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos! DSCN4060 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos! DSCN4045 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos!DSCN4023 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos! DSCN4003 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos! DSCN3989 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos!DSCN4025 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos!DSCN4053 150x150 - Você já pensou em viajar para o Butão? Confira 6 motivos!

1. Conhecer o país da felicidade

Viajar para o Butão é se transportar para um mundo completamente diferente do ocidental que conhecemos. É como se o local tivesse seu tempo próprio. O Butão é um país que fica no extremo leste dos Himalaias, fazendo fronteira a norte com a China e ao sul, leste e oeste com a Índia.

O país ainda é considerado o país da felicidade. Lá, o governo possui o FIB – felicidade interna bruta – um indicador baseado na premissa de que o objetivo principal da sociedade deve ser a integração com o psicológico, o cultural e o espiritual. O país possui um comitê que analisa as medida que visam trazer uma melhora do bem estar dos habitantes.

 

2. Encontrar a paz e o isolamento no Butão

Conhecido como um dos países mais espiritualizados da região, o Butão oferece um ambiente propício para se relaxar e buscar paz interior. O isolamento do local é responsável por um cenário único, que pode ser visto nas roupas, nos costumes, e, principalmente, na incrível arquitetura.

O país tem uma política rígida para turistas, por isso, é preciso se preparar: não é possível fazer viagens independentes ao Butão. O país só libera o visto de entrada para quem já tem tudo previamente reservado. E lembre-se: todo o trâmite de documentos deve ser feito por uma agência de viagem.

3. Curtir as paisagens do Himalaia

O Butão procura conservar a natureza a todo custo e, por isso, 70% do seu território é totalmente preservado. Além disso, como a religião majoritária é o budismo, todos os animais são respeitados.

O país está localizado dentro da Cordilheira do Himalaia, suas paisagens são memoráveis, com rios de águas transparentes, montanhas imensas com picos nevado e florestas habitadas por animais selvagens.

4. Visitar a capital Thimphu

Thimphu é a capital e maior cidade do Reino do Butão. A sede do governo fica, desde 1952, no Tashichoedzong, mosteiro budista com construção do século XIII. A cidade é um ponto forte do turismo da região, pois abriga os mosteiros Tango e Cheri, além do Palácio Dechenchoeling, residência oficial do rei.

Você também vai conhecer o Buddha Dordenma, o maior Buda do mundo, 

5.  Caminhar até o famoso Ninho do Tigre

Monastério "Tiger Nest" no Butão
“Ninho do Tigre” monastério budista encravado na montanha, Butão.

O “Ninho do Tigre” está para o Butão assim como o Papa está para Roma. É visita obrigatória. Tem de conhecer o templo mais lendário Butão: o mosteiro de Taktshang Goemba, o Ninho do Tigre.

Encravado em um penhasco a mais de 600 metros de altura, Taktshang tem 7 templos abertos ao público, tanto a fiéis como a turistas. Para chegar até essa preciosidade, a mais de 3120 metros de altitude, você tem de fazer uma bonita trilha pelas montanhas a pé ou com o auxílio de cavalos e mulas.

6. Conhecer templos e plantações de arroz em Punakha

Outra cidade incrível para se visitar é Punakha. Ela foi a capital do Reino do Butão até 1960, então transferida para Thimphu. A distância entre as duas cidades pode ser percorrida em pouco mais de duas horas, passando por uma estrada repleta de terraços de arroz.

Punakha tem uma grande quantidade de monastérios escondidos pelas montanhas e inúmeras plantações de arroz, atividade típica do país. Um dos monastérios mais surpreendentes na região é o Punakha Dzong, também conhecido como Pungtang Dechen Photrang, que significa “o palácio da grande felicidade”.

E aí, viajar para o Butão já entrou para a sua lista de destinos para as próximas férias? A empresa especializada Venturas Viagens organiza roteiros completos para lá.

Pacotes de viagem para o Butão