You are currently viewing Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras

Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras

Já não bastasse estarem num estado brasileiro incrível, os passeios na Chapada Diamantina são experiências revigorantes. Por quê? Pelas diversas cachoeiras de lá.

Localizada em uma região serrana e protegida por um parque nacional, a área da Chapada Diamantina está numa zona onde nascem os rios da Bacia do Jacuípe, o Rio das Contas e o Paraguaçu.

Essa localização faz com que algumas das cachoeiras do lugar cheguem a alcançar mais de 300 metros. Além disso, a fauna e a vegetação proporcionam uma incrível paisagem — que você não verá igual em nenhum outro lugar do Brasil.

São 72 quedas-d’água e cerca de 200 km de trilhas entre a mata. E tudo isso espalhado entre 12 municípios diferentes. Para que você não se perca entre tantas opções, separamos as 7 melhores cachoeiras da Chapada Diamantina. Acompanhe!

1. Cachoeira da Fumaça, no município de Palmeiras

115555 passeios na chapada diamantina conheca as 7 melhores cachoeiras - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Com 360 metros, a cachoeira da Fumaça é a maior da Chapada Diamantina e segunda maior do Brasil

Esta é a maior queda-d’água da região e a segunda mais alta do país: são 360 metros de pura força da natureza. Para chegar até o ponto de observação da Cachoeira da Fumaça, a trilha é feita em duas etapas.

A primeira parte, com 1,5 km, requer mais preparo, pois se trata de uma subida puxada até chegar ao topo do platô. Em seguida, são mais 4 km de caminhada (dessa vez em uma trilha plana, até chegar à borda da cachoeira).

O nome dela se dá pelo fato de que, quando a água cai dessa enorme altura, o vento a dissipa, criando uma cortina de fumaça. Para visitá-la, muitos viajantes optam por ir direto de Lençóis até lá, e não há nada de errado nisso.

O único inconveniente é que o deslocamento até a cachoeira dura 1h30. Isso significa que você começará a caminhada mais tarde —​ e estará mais exposto ao sol —, além de chegar ao ponto de observação com muitos outros visitantes.

Por isso, indicamos fazer o passeio desde o Vale do Capão. Assim, você ganhará tempo e tranquilidade para vislumbrar essa maravilha da Chapada Diamantina.

2. Cachoeira do Buracão, no município de Ibicoara

DSCN0431 - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Cachoeira do Buracão – Principal atrativo da parte sul do Parque

Também conhecida apenas como Buracão, essa não é das mais altas cachoeiras da região. Ela possui apenas 85 metros de altura, mas tem uma peculiaridade: jorra para dentro de um poço natural.

Para alcançá-la, primeiro é preciso percorrer uma estrada de terra de 30 km. Isso é feito de carro. Ao chegar ao ponto de início da trilha, são 3 km de caminhada leve à moderada.

Depois dessa etapa, o ideal é descer e, então, nadar por um cânion que leva até o poço, para ver a cachoeira por baixo. A vista é impressionante — e muitos visitantes a têm como a queda-d’água mais bonita de toda a Chapada.

Ao retornar pela trilha, tem-se a visão do Buracão por cima. E, como um bônus, ainda é possível parar na Cachoeira das Orquídeas e tomar um banho revigorante.

3. Cachoeira do Mosquito, no município de Lençóis

Cachoeira do mosquito Lucas Jasper 2 - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Cachoeira do Mosquito – Chapada Diamantina

Trata-se de uma das cachoeiras de mais fácil acesso. Ela possui 60 metros de altura e quem quiser pode entrar embaixo da cascata tranquilamente. Seu nome pode causar espanto, mas não foi o famoso inseto, tão evitado por todos, que o motivou.

A denominação data da época da mineração: os mineradores encontravam apenas diamantes muito pequenos, que chamavam de mosquitos. Para chegar até o poço e contemplar a beleza da cachoeira, é preciso fazer uma caminhada leve, de meia hora.

4. Cachoeira da Fumacinha, no município de Ibicoara

Cânion da Fumacinha Foto Alex Uchôa - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Considerada por muitos como a mais bonita da Chapada Diamantina

O nome que a cachoeira recebe tem um motivo semelhante ao da Cachoeira da Fumaça. Essa última, no entanto, tem uma altura menor do que a de sua xará. Com duas quedas sobrepostas de mais de 100 metros cada, ela é uma das mais bonitas da Chapada, mas pouco visitada.

Isso se dá pelo fato de a trilha até lá ser muito puxada. A  trilha de ida e volta tem aproximadamente 18 km e são muitas pedras no percurso. O esforço é compensado com muitas cachoeiras, poços e cânions de até 280 metros pelo caminho.

5. Cachoeira Poço do Diabo, no Rio Mucugezinho

Poço do Diabo Lucas Jasper - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Poço do Diabo – Chapada Diamantina
Poço do Diabo - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Logo abaixo do poço principal, o rio segue formando recantos como este

Ela não está entre as mais altas, mas não se engane: a sua beleza está à altura da de todas as outras. Formada pela água do Rio Mucugezinho, a trilha para acessar esta cachoeira é muito fácil.

Partindo de Lençóis, são apenas 18 km a serem percorridos de carro e 20 minutos de caminhada pelo leito do rio. Por ser de fácil acesso, há uma infraestrutura bem maior perto dela, com restaurantes, lanchonetes e lojas de artesanato. É melhor evitá-la em fins de semana e feriados, já que muitas pessoas vão para lá nesses dias.

6. Cachoeira Encantada, no município de Itaetê

Cachoeira Encantada 56 e1506887633789 - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Encanto com 220 metros de altura!

Eis uma das cachoeiras que reserva mais surpresas. Além da impactante queda-d’água de 230 metros, as duas trilhas que levam até ela passam por cânions de cerca de 400 metros, pinturas rupestres e animais silvestres.

A caminhada começa suave e, após 20 minutos, os visitantes atravessam o Rio Samina, o mesmo que dá forma à cachoeira. Após esse trecho, há como chegar até lá por cima ou por baixo da catarata.

Quem escolhe a primeira opção segue por uma trilha batida e sai acima do cânion. Já quem seguir a segunda alternativa terá mais dificuldades, precisando pular rochas e, inclusive, nadar por alguns trechos do rio.

7. Cachoeirão, no Vale do Pati

cachoeirão 1 e1506887979478 - Passeios na Chapada Diamantina: conheça 7 das melhores cachoeiras
Depois de alguns dias de chuva, mais de 10 cachoeiras fazem o espetáculo

Bem-vindo ao Cachoeirão, no Vale do Pati: a 2ª maior queda-d’água da Chapada Diamantina e a 4ª maior do Brasil, com 270 metros de altura.

Seu nome se dá não só pela altura, mas porque o local tem uma característica própria: na época das chuvas, o volume de água aumenta a tal ponto que a sua única cascata se torna uma grande cortina, jorrando por cima de um poço profundo em formato de coração.

É uma visão sensacional. Mas, para chegar até lá, é preciso andar 19 km por uma trilha difícil, com subidas e descidas em terreno rochoso.

Todas as cachoeiras que citamos acima são imperdíveis. Como você notou, há desafios para todos os perfis de viajantes — e temos certeza de que um deles se encaixa no seu.

Interessou-se em fazer os passeios na Chapada Diamantina? Descubra, então, tudo o que não pode faltar em um pacote de viagem para esse destino exuberante do nosso país!

Videos de cachoeiras na Chapada Diamantina

Pacotes de viagem para Chapada Diamantina

Jota Marincek

Viajante por natureza. Toda vida dedicada ao turismo de natureza e vivências em culturas exóticas. Formado em turismo (ECA - USP), fundou em 1992 a empresa especializada Venturas Viagens. Até hoje, aos 49 anos, acompanha grupos em viagens como, Tailândia, Vietnã, Camboja, Butão, Patagônia ou expedições ao Monte Roraima, trekking no Nepal entre outras. Em 2016 concebeu e criou o programa de vídeo-dicas "Conta Tudo e não esconde nada" , que disponibiliza conteúdo gratuito sobre turismo de natureza no canal Venturas Viagens no youtube.

Deixe um comentário