Em suaíli, “safári” é uma palavra que significa viagem ou jornada. Totalmente compreensível, afinal, fazer um safári na África é um passeio e uma experiência incríveis.

Para quem gosta de aventura e contato com a natureza, o território é repleto de ótimos trajetos. Desbravar a vida selvagem das savanas e selvas africanas é algo que vai marcar a sua vida para sempre.

E para que esse tipo de viagem não fique fora do seu próximo roteiro, separamos 6 dicas para fazer safári na África que você precisa conhecer. Vamos lá?

1. Safári na África: Parque Nacional de Chobe, no Botswanaconfira-6-safaris-na-africa-que-voce-precisa-conhecer.jpeg

O país é um dos menos povoados do mundo, possuindo apenas 2 milhões de habitantes, ou seja, o que domina o território é a vida selvagem com 70% do seu território coberto pelo deserto de Kalahari.

Apesar de não estar localizado na costa, existem safáris fotográficos feitos de barco pelo famoso Delta de Okavango, uma das maiores planícies alagáveis do mundo.

Alguns safáris de barco podem ser feitos pelo Delta onde é possível observar aves, hipopótamos e crocodilos.

Além disso, Duba Plains, uma ilha dentro do Delta, é um dos locais mais interessantes do mundo para observar leões selvagens e suas presas, os búfalos.

Ainda em Botswana há o Parque Nacional de Chobe, para onde mais de 40.000 elefantes migram em algumas épocas do ano. Dentro do parque está o lindíssimo rio Chobe, onde é possível navegar de barco para observar a fauna e flora do lugar.

Imagine ver elefantes atravessando o rio a nado: lá, isso é possível! Imperdível, não é mesmo?

Pacotes de viagem para África do Sul

2. Serengeti e Masai Mara, entre Tanzânia e Quênia

Pacote de viagem para o Quenia - confira-6-safaris-na-africa-que-voce-precisa-conhecer.jpeg

Mais ao norte de Botswana, localizado bem na costa oriental e banhado pelo Oceano Pacífico, está o Quênia.

O país possui clima quente e úmido e tem uma natureza poderosa. De Julho a Outubro, mais de um milhão de gnus saem do Parque Nacional Serengeti, na Tanzânia, e rumo à Reserva Nacional de Masai Mara, localizada no Quênia. Durante o caminho dessa migração, os gnus precisam atravessar o Ria Mara, que é infestado de crocodilos. Eles precisam lidar não só com esses predadores, mas também com hienas e leões pelo caminho. É um grande espetáculo da natureza selvagem.

Pacotes de viagem para o Quênia

3. Gorilas no Parque Nacional dos Vulcões, em Ruanda

Pacote de viagem para ver gorilas - confira-6-safaris-na-africa-que-voce-precisa-conhecer.jpeg- Mashatu Game Drive 3

A noroeste da Tanzânia está um dos menores países do continente africano. Ruanda é pequena, mas proporciona gratas surpresas para quem se aventurar por lá.

Nessa região, existem cerca de 880 gorilas-da-montanha, espécie ameaçada de extinção. No entanto, com o constante trabalho de preservação da espécie, alguns estudiosos já acreditam que essa população tende a aumentar. Este parque foi a base para os estudos de Dian Fossey, a famosa zoóloga americana que dedicou parte da sua vida na preservação dessa espécie de gorila.

O Parque Nacional dos Vulcões abriga cinco vulcões — Bisoke, Gahinga, Karimsibi, Muhabura e Sabyinyo — que hoje em dia estão inativos e cobertos pela mata e por bambus. É uma experiência memorável.

Pacotes de viagem para Ruanda

4. Parque Nacional Kruger, na África do Sul

Pacote de viagens para áfrica do Sul - confira-6-safaris-na-africa-que-voce-precisa-conhecer.jpeg

No extremo sul do país, é possível encontrar o estonteante Parque Nacional Kruger que oferece diversas opções de pacotes para fazer safári. A extensão desse parque é tão abismal que ele possui 16 zonas distintas de preservação ambiental, cada uma com seu clima e paisagem peculiar.

A região é a maior área brava protegida do mundo e cobre mais de 20 mil quilômetros quadrados. O nome do parque foi uma homenagem ao último presidente do antigo país — ainda na época da República Sul-Africana —, Stephannus Johannes Paul Kruger.

Tais características possibilitam realizar safáris fotográficos e de observação. É possível ver muitas espécies diferentes de mamíferos, como rinocerontes, zebras, leopardos, leões, búfalos e elefantes, além de uma vasta variedade de aves.

O país possui muita estrutura para receber os visitantes. São muitas reservas e isso faz com que a acessibilidade seja mais prática e torna a relação de custo-benefício muito melhor. É uma boa opção para quem pretende fazer um safári na África pela primeira vez na vida.

5. Parque Nacional de Etosha, na NamíbiaPacote de viagens para Namíbia - confira safári na áfrica que voce precisa conhecer

Localizado na costa ocidental do continente africano, o país possui um interessante atrativo: o Parque Nacional de Etosha.

A palavra “Etosha” tem como significado “Grande Lago Branco”, e isso se explica pela argila branca que cobre 25% da extensão do parque, e pode ser vista até mesmo do espaço.

Muitas famílias de girafas habitam o parque nas épocas secas. Entretanto, quando chega a chuva, a região fica inundada e outra espécie aparece por lá: os flamingos. Milhares deles.

O parque também é morada dos elefantes mais altos da África. Vale lembrar que Namíbia fica bem ao lado de Botswana e pode ser um bom complemento caso você tenha se interessado pelos parques que comentamos no começo do texto.

Pacotes de viagem para Namíbia

6. Mana Pools e Hwange, no ZimbabweUm dos Safáris na África

Os safáris do Zimbabwe ainda não são tão sofisticados quanto os da África do Sul, mas eles têm o seu charme.

Os nativos do país são extremamente amigáveis, os motoristas dos safáris são muito bem treinados e, claro, há uma incrível variedade de paisagens e vida selvagem.

Para quem tem coragem, e imaginamos que você seja uma pessoa destemida, é possível fazer um safári, de carro obviamente, entre os 120 leões que vivem no Parque Nacional Mana Pools.

Se você não é uma pessoa tão aventureira, há o Parque Nacional Hwange. O maior do país e terceiro maior da África. O parque é o local do nascimento do famoso leão Cecil, que teve toda a sua vida monitorada por uma universidade para ajudar na preservação da espécie.

Além disso, a região tem a maior densidade de elefantes em todo o continente durante a estação das secas, além de ser considerado o local com a maior diversidade de mamíferos no mundo.

Todos esses passeios são incríveis oportunidades de se conectar com a natureza, relaxar e voltar para casa renovada e com novas visões de vida. 

Uma boa maneira de aproveitar bem um safári na África é buscar uma época com pouca procura. Por isso, separamos para você um post especial sobre como aproveitar uma viagem de férias em baixa temporada. Quem precisar de um apoio para organizar um pacote de viagens para África, pode contar com apoio de uma empresa especializada. Confira!