A Ilha de Páscoa é um território chileno localizado há 3.700km do país. Trata-se da área terrestre mais distante de qualquer lugar povoado no mundo. O local foi descoberto pelos polinésios em um domingo de Páscoa em 1722, daí a origem do seu nome.

Com menos de 170km², a pequena ilha oferece muitas atrações. Desde vulcões inativos até lindas praias, passando por centenas de moais. Talvez você não as conheça pelo nome, mas já deve ter visto as famosas estátuas que, além de um grande mistério, são o principal cartão postal do local.

Quer conhecer um pouco mais das incríveis atrações e dos mistérios da Ilha de Páscoa? Então acompanhe este post!

Como chegar à Ilha de Páscoa?

A única forma de chegar à Ilha de Páscoa é por Santiago, no Chile. Existem apenas dois voos diários que chegam à ilha e dois que fazem o caminho de volta ao continente. A duração aproximada da viagem é de 5 horas.

O que comer

A ilha possui ótimas opções de restaurantes e é um local que agrada muito os fãs de frutos do mar. Peixe, camarão, polvo, vieiras e caranguejo são alguns dos ingredientes mais populares na ilha. O curanto — espécie de assado feito sob pedras quentes — e o ceviche estão entre os pratos mais consumidos.

Guia de viagens de natureza do Chile 6 destinos para vivenciar novas experiências

O que fazer

Na Ilha de Páscoa você terá a oportunidade de nadar em praias paradisíacas, mergulhar, fazer trekking e visitar vulcões desativados, além de conhecer um pouco da cultura polinésia. Grande parte das atrações da ilha estão localizadas no Parque Nacional Rapa Nui.

Mergulho

Impossível uma ilha localizada no meio do Oceano Pacífico não oferecer boas opções de mergulho para seus visitantes, não é mesmo?

Na Ilha de Páscoa você tem a oportunidade de mergulhar com cilindro ou apenas com snorkel. Além da rica vida marinha, é possível encontrar também moais no fundo do mar.

Tapati Rapa Nui

O Tapati Rapa Nui acontece todos os anos na Ilha de Páscoa, nos meses de janeiro e fevereiro. Trata-se de um festival para celebrar a cultura e os costumes do povo Rapa Nui, os nativos da ilha.

O evento conta com muita música e danças. Há ainda competições de natação e pintura corporal, entre outras. Além disso, o festival celebra a eleição da rainha de Tapati. Duas mulheres e suas famílias disputam o posto por meio de várias provas.

O Tapati Rapa Nui é aberto a turistas, mas quem quiser participar do festival precisa se programar com muita antecedência. Durante a festividade a ilha recebe muitos visitantes do mundo inteiro, portanto os preços aumentam e existe a possibilidade de que as vagas em alguns hotéis se esgotem.

Moais

Os moais são o principal mistério da ilha, além de ser o que mais atrai turistas até o local. São mais de 900 esculturas feitas com pedras vulcânicas, espalhadas por todo o território.

O grande mistério é: quem, como e por que construíram as estátuas? Também não se sabe como os nativos faziam para movê-las — muitas vezes para bem longe de onde eram produzidas — e nem como as colocavam em locais específicos.

Acredita-se que as grandes estátuas — que podem chegar a 10 metros de altura e 80 toneladas — tenham sido construídas em homenagem aos guerreiros e reis antepassados.

Uma das principais atrações da ilha é o Ahu Tongariki, uma sequência de 15 moais lado a lado e um dos principais cartões postais do local. Todas as 15 esculturas estão localizadas de costas para o mar, olhando em direção à antiga aldeia que havia ali. Acredita-se que elas foram colocados dessa maneira como uma forma de proteção ao local.

A Ilha de Páscoa é um excelente local para quem quer viver uma experiência inesquecível, conhecer uma nova cultura e se encantar com a belíssima paisagem local. Uma boa dica para quem tem mais tempo, é aproveitar que está a meio caminho do Thaiti e já conhecer os dois lugares.

Gostou do destino? Então descubra como escolher a agência de viagem ideal para fazer o passeio com conforto e segurança!