Há quem diga que o encontro com os gorilas de Ruanda e Uganda é a mais incrível experiência de interação com animais que existe no mundo! E não é por menos: restam pouco mais de 700 deles no planeta e boa parte vive nas montanhas destes dois países da África Oriental. No “País das Mil Colinas”, Ruanda, as famílias destes primatas vivem no Parque Nacional dos Vulcões, onde as caminhadas que levam ao seu encontro podem durar de 1 a 8 horas (Trekking mais fácil nos meses de seca: dezembro a fevereiro e julho a setembro). Devastado por um genocídio no final do século passado, o país abriga hoje um povo extremamente gentil e sorridente, ávido por mostrar aos visitantes as suas perspectivas de futuro ao invés das más recordações do passado.

Uganda, apelidada por Ernest Hemingway como “A Pérola de África”, apresenta um cenário geográfico peculiar, o encontro da savana africana oriental com a floresta tropical. Tal localização proporciona uma mistura rara de possibilidades: a busca por chimpanzés em floresta densa, observação de leões vagando por planícies abertas, navegação em canais tropicais repletos de crocodilos e hipopótamos e, por fim, claro, olhar profundamente nos olhos de um gorila e acompanha-lo pela impenetrável Floresta de Bwindi.

Em ambos os países, a regra é clara: ao avista-los, o visitante tem 60 minutos para fotos, vídeos e um inevitável estado de transe. Há quem diga que tamanho esforço para um encontro tão rápido seja loucura.

E é. A mais emocionante, profunda, e inesquecível das loucuras.

Sugestão Venturas – Programe sua viagem com bastante antecedência. Os parques recebem apenas algumas dezenas de pessoas por dia e mesmo com os altos valores das taxas de visitação a busca por uma vaga é bastante concorrida!

Pacotes de viagem para Ruanda e Uganda