Considerado por muitos como um dos trekkings mais bonitos do Brasil, o Vale do Pati na Chapada Diamantina pode ser percorrido em caminhadas de 2,3,4 ou 5 dias, com pernoites em casas de moradores. Veja este episódio da nova série de vídeos “Conta Tudo” no canal youtube da Venturas e aprenda sobre a logística mais indicada para fazer esse trekking.

Já foram publicados dezenas de vídeos sobre Chapada DiamantinaJericoacoaraRota das EmoçõesLençóis Maranhenses e agora começa a série sobre o Vale do Pati.

Destinos como Patagônia, Amazônia e Fernando de Noronha também já estão em produção. Acompanhe o vídeo sobre uma visão geral do Vale do Pati e Inscreva-se no canal para receber as dicas em vídeo toda semana.

Vale do Pati em 2, 3, 4 ou 5 dias

“Olá sou Jota Marincek e vou contar tudo sobre a melhor logística para fazer o Trekking no Vale do Pati. O Trekking pode ser feito em 2, 3, 4 ou 5 dias. Veja, a seguir, os percursos indicados: 

Vale do Pati em 2 dias

Se você dispõe de apenas 2 dias, a ideia é entrar pelo Guiné e sair pelo Capão ou vice versa. E, na entrada pelo Guiné, faça o Cachoeirão. No primeiro dia fazendo o Cachoeirão e, no segundo dia, saindo pelos gerais para o Capão.

Trata-se de uma trilha para quem não tem muito tempo, mas que mesmo assim deseja conhecer o que o Vale do Pati tem de mais bonito, a exemplo do lugar que citamos: o vale do Cachoeirão. 

Mas veja bem, para fazer essa trilha, é necessário dispor de uma boa condição física, pois o percurso é cheio de desafios. Conta com caminhos íngremes, pedras e rios. 

Se você aceitar o desafio, sugerimos levar lanches básicos para recompor as energias durante o trajeto, como frutas, barra de cereal e biscoitos, além de água. 

Para fazer a trilha, você vai precisar se hospedar na casa dos nativos. Eles são receptivos e isso te possibilitará uma experiência incrível. Geralmente, o quarto é bem limpo e arrumado e o banheiro é dividido entre os turistas e os anfitriões. 

Chapada Diamantina - Travessia Capão Guiné

Vale do Pati em 3 dias 

Se você dispõe de 3 dias, pode conhecer mais lugares incríveis e mágicos, capazes de te fazerem olhar a vida a partir de uma perspectiva mais leve e bela. 

No primeiro dia, a dica é iniciar a trilha pelo Guiné. Fazer uma caminhada pelos Gerais do Rio Preto e, caso queira, fazer uma parada para tomar banho de rio. Você não vai se arrepender. Após isso, siga até o Mirante do Vale. De cima, poderá sentir a leve brisa do lugar e observar um cenário mágico. 

No segundo dia, visite a Cachoeira dos Funis, do Lajedo e o Morro do Castelo, lugar, neste último caso, que guarda uma visão incrível do alto da montanha. Nele, você atravessará uma caverna cheia de coisas belas para se ver. 

No terceiro dia, siga para o Vale do Capão pelo Gerais do Vieira. No percurso, você ficará maravilhado com as montanhas que fazem parte do lugar, formando uma incrível paisagem que se mescla com o verde e com o céu azul.

Chapada Diamantina - Guiné CapãoChapada Diamantina - Guiné Capão

Vale do Pati em 4 dias

Para quem tem 4 dias, o roteiro logístico do Vale do Pati pode ser preenchido com boas atrações. No primeiro dia, saindo do Vale do Capão, siga pelo Bomba e suba a ladeira do “quebra bunda” até os gerais do Rio Preto.  Continue sua jornada até as casas dos moradores no Pati de cima. 

No dia seguinte a pedida ir até o Cachoeirão por cima. De lá, é possível contemplar um conjunto de cachoeiras que atuam em harmonia, formando uma bela visão. 

Chapada Diamantina - Cachoeirão por Cima - Alex Uchôa
Foto: Alex Uchôa

No terceiro dia, segue se descendo o vale para as casas dos moradores do Pati de Baixo e de lá é só subir a ladeira do Império para completar seu percurso chegando em Andaraí.  

Vale do Pati em 5 dias

Para viver uma experiência incrível e plena, recomendamos que fique no Vale do Pati durante 5 dias. Mas se não for possível, tudo bem, a gente entende. Recomendamos os 5 dias porque o Vale do Pati é mágico e tem muita coisa para mostrar e deixá-lo em paz consigo mesmo. 

No primeiro dia, inicie sua aventura subindo pelo Vale do Capão até os campos Gerais do Rio Preto, lugar de onde se poderá contemplar locais como o Morro do Castelo. Além disso, será possível tomar banho de rio e curtir muito com os amigos e familiares. Em seguida, caminhe até o Mirante da Rampa e se delicie com a visão que a região oferece. Dele, é possível visualizar a extensão do Vale do Pati.

Chapada Diamantina - Vale do Pati Morro do Castelo

No segundo dia, inicie sua aventura subindo o Morro do Cruzeiro. Durante o trajeto, passe pelo Córrego das Laranjeiras e pela Serra da Sampa, até chegar na maior cachoeira da região: o Cachoeirão, que possui cerca de 300 metros de queda livre. Ele é um dos locais mais fotografados pelos turistas. Com razão, pois beleza não falta por lá. Em seguida, dirija-se até o Poço do Cachoeirão para se refrescar um pouco. 

No terceiro dia, suba o Morro do Castelo, mas cuidado, pois ele possui grande elevação. No segundo dia, é possível partir da Igrejinha e fazer uma trilha até o Morro do Castelo, que tem mais de 1400 metros de altitude. Lá, atravesse a gruta e contemple, do alto, o Vale do Pati.

Já no quarto dia, dá tempo de curtir as cachoeiras do lageado e dos funis pela manhã e depois seguir caminhando até as casas dos moradores do Pati de baixo. No percurso dá para conhecer a “prefeitura”. Trata-se de uma casa que funcionava como uma subprefeitura e, até hoje, é reconhecida como tal, atraindo turistas e pessoas da região. Uma vez nela, será possível tomar banho em um belo rio, contemplar o Morro do Castelo e tirar muitas fotos. 

No último dia, conheça a Ladeira do Império, que é toda calçada e possui cerca de 16 km de extensão. A caminhada é leve durante o começo, mas logo depois começa a ficar complicada, em razão dos desníveis. Na subida da Ladeira, contemple todo o Vale e fotografe bastante. No alto da Império, será avistada uma grande cachoeira e a Serra do Ramalho e poderá seguir até a cidade de Andaraí, região de onde você se despedirá do Vale. 

É isso aí, Venturas Viagens contando tudo sobre logística no Trekking do Vale do Pati.”

Atualizado em 17/09/2018

Pacotes de viagem para Chapada Diamantina
Agredecimento:

Lucas e a Camila Jasper pela dedicação e empenho na produção desta série!

Produção de vídeo: Cine Travel

Produção executiva: Camila Jasper

Direção e edição: Lucas Jasper

Animação de mapas: Luis Alberto Miranda