O Salar de Uyuni está localizado na Bolívia e é não só um dos principais pontos turísticos do país, mas de toda a América do Sul. O deserto de sal possui mais de 10 mil quilômetros quadrados e está quase 4 mil metros acima do nível do mar, o que faz com que ele seja o maior e mais alto do mundo!

Motivos para visitar o lugar não faltam e, por isso, o destino tem se popularizado cada vez mais. Se você também sonha em conhecer o Salar de Uyuni, anote todas as dicas que vamos dar a seguir:

Dicas gerais para uma viagem ao Salar de Uyuni

Salar de Uyuni

Qual a melhor época para viajar?

É possível visitar o Salar de Uyuni em qualquer período do ano, porém é preciso entender que as características do local mudam muito de uma época para outra. Por isso, você deve escolher a data de acordo com suas preferências.

Por causa da altitude, até mesmo no verão faz um pouco de frio por lá. A média de temperatura nessa época do ano é de 1ºC, enquanto no inverno é de -12ºC. Na estação mais fria, é possível encontrar montanhas e vulcões cobertos de neve, o que garante um visual incrível.

Já no verão, que é a época de chuvas, há grandes chances de o deserto estar alagado, causando o efeito espelhado que muita gente sonha em ver de perto. Por isso, essa é uma das épocas preferidas da maioria dos turistas. Mas é preciso saber que, se chover demais, pode ser muito complicado — impossível, em alguns casos — chegar até o deserto, devido aos alagamentos.

Salar de Uyuni

Por quantos dias é recomendado ficar?

A resposta para essa pergunta vai depender do que você pretende conhecer por lá. É preciso contratar uma agência especializada para realizar esse passeio, e há opções que vão de dois a quatro dias.

Geralmente, o passeio no deserto em si dura apenas um ou, no máximo, dois dias. Os outros dias inclusos no pacote são para deslocamento, para conhecer a cidade de Uyuni ou para chegar até outros destinos, como o Deserto do Atacama (no Chile) e Jujuy (na Argentina). 

Como chegar ao Salar de Uyuni?

Há muitas opções para chegar até Uyuni: a partir da Bolívia, da Argentina ou do Chile; de avião, carro, ônibus, trem ou ônibus turístico. A alternativa com melhor custo/benefício é contratar uma agência, que vai levar o visitante de carro ou outro transporte do tipo até o local.

É muito mais prático e seguro! Nesse caso, verifique os roteiros que a empresa oferece. Você pode começar a viagem já na Bolívia (saindo de La Paz), na Argentina (em Jujuy) ou a partir de San Pedro do Atacama, no Chile. Para chegar ao deserto, em si, é preciso estar em um carro 4×4.

O que levar para a viagem?

Para uma viagem como essa, é indispensável levar itens como protetor solar, hidratantes corporais e labiais e óculos de sol. Independentemente da época do ano escolhida, é muito importante se proteger do vento, dos raios solares e até do sal, que pode ressecar muito a pele.

Além disso, lenços umedecidos, toalha pequena, papel higiênico e álcool em gel podem ajudar muito em diversas situações. Afinal, em uma viagem como essa, não há como garantir que você estará sempre limpo ou que terá onde lavar as mãos antes das refeições.

E, claro, itens básicos como uma caixinha de primeiros socorros, dinheiro trocado, pilhas e baterias extras, água e lanches são sempre muito bem-vindos. Em relação às roupas, leve peças de frio que permitam fazer camadas, para que você fique confortável mesmo que a temperatura varie durante o dia.

O local é bom para fotografar?

Sim! Com paisagens muito diferentes, o Salar de Uyuni é incrível para quem gosta de tirar fotografia de paisagens. tanto que existem algumas iniciativas de viagens acompanhadas por fotógrafos com a finalidade de praticar e aprender como fotografar melhor. No final de abril de 2018, o fotógrafo André Dib estará acompanhando um grupo em uma expedição fotográfica.  

Salar de Uyuni

Principais atrações 

Além do Salar propriamente dito, durante o passeio você poderá passar por algumas outras atrações bem interessantes e que complementam o roteiro perfeitamente. Conheça algumas delas:

Deserto de Siloli e Árbol de Piedra

O deserto de Siloli fica vizinho ao deserto de Dalí e é famoso por suas formações rochosas que sofreram ação do vento criando monumentos naturais como a Árbol de Piedra, um dos pontos mais famosos do deserto.

Salar de Uyuni, deserto de siloli, árvore de pedra

Gêiseres e águas termais

Durante o passeio, é possível encontrar alguns gêiseres e até piscinas de águas termais. Gêiser é uma nascente termal que entra em erupção de tempos em tempos, como se fossem pequenos vulcões de água. Já as piscinas termais são ótimas opções para esquentar um pouco, já que suas águas têm uma temperatura média de 30 graus Celsius.

Laguna Verde

A Laguna Verde está localizada na fronteira entre a Bolívia e o Chile e tem água salgada. É uma das paisagens mais bonitas de todo o passeio, pois a cor da lagoa é incrível, parece até uma pintura. O verde-esmeralda muito vibrante é causado pelo magnésio encontrado na água — o que atrai muitos flamingos para a região.

E, para deixar o visual ainda mais deslumbrante, a paisagem da lagoa se mistura com vulcões que vão deixar suas fotos muito mais legais!

Laguna Blanca

Bem perto da Laguna Verde está a Laguna Blanca, com águas em tons esbranquiçados. Ela forma uma superfície espelhada, refletindo a maravilhosa paisagem ao redor da lagoa.

Laguna Colorada

Essa lagoa tem um tom avermelhado, devido às algas que existem em suas águas. A intensidade de sua cor pode variar durante o dia, de acordo com o sol e até com os ventos.

Salar de Uyuni, Laguna Colorada

Isla Incahuasi

O nome “Incahuasi” significa “casa dos incas”. Acredita-se que este era um dos locais de parada do povo durante o tempo em que se estava pela região. É possível fazer um tour pelo interior da ilha, para ver de perto alguns cactos gigantes — que podem chegar a 10 metros de altura — e, no fim, ter uma linda vista do Salar.

Hotéis de sal

Outra atração bem diferente no Salar de Uyuni são os hotéis de sal, que indicam literalmente o que o nome diz. Trata-se de hotéis nos quais você pode se hospedar, e suas paredes são feitas de blocos de sal. Nada mais propício para uma visita a um salar, não é mesmo?

Deu para entender por que o Salar de Uyuni é um dos lugares mais populares e desejados da América Latina? A viagem é única e surpreendente! Se você se interessou pelo destino, que tal combiná-lo com outro local que também tem muito a oferecer? Conheça o lado andino da Argentina e saiba o que fazer em Jujuy!

Fotos desta matéria: André Dib

Serviço: Venturas Viagens – Pacotes de viagem para Salar de Uyuni