Dizem que viajar é trocar a roupa da alma. Verdade ou mentira, o fato é que conhecer novos lugares proporciona experiências ricas, traz mais conhecimentos e possibilita enxergar o mundo por meio de novas perspectivas. A sorte é que vivemos em um planeta muito abundante e diversificado, com infinitas oportunidades de destinos exuberantes.

Sem sombra de dúvidas, um desses lugares é o Triângulo Dourado, na Índia. Com mais de 1 bilhão de habitantes, o país é o segundo mais populoso do mundo e só perde para a China. A sua cultura popular evidencia contrastes, curiosidades e reserva diversas aventuras para o turista. 

Neste texto, vamos embarcar em uma viagem para alguns dos locais mais especiais dessa nação tão peculiar e com tantos atrativos. Vamos mostrar o que é o Triângulo Dourado da Índia, que é formado por três cidades, falar das suas características e dar dicas dos principais pontos turísticos. Confira!

Triângulo Dourado da Índia

O Triângulo Dourado é uma região do noroeste da Índia, ao sul da Cordilheira do Himalaya, que engloba três cidades: Nova Déli, Agra e Jaipur. Juntas, elas formam as extremidades de um triângulo perfeito. O nome foi inspirado na exploração de ouro nesses locais, e, com o tempo, a região se consolidou como o destino turístico mais famoso do país.

A seguir, mostraremos dicas do que fazer em cada uma dessas três cidades.

Nova Déli

Capital da Índia, Nova Déli é uma importante porta de entrada para o país. Uma verdadeira metrópole, a cidade combina a modernidade com a antiguidade. Em meio aos arranha-céus, é possível se deparar com o passado nos mais variados monumentos da região.

Opções de programa não faltam. Você pode começar pela cidade antiga e fazer um tour de bicicleta pelas ruas caóticas e estreitas. Mesquitas como a Jama Masjid, a maior mesquita da Índia, o Palácio do Império Mughal e o Forte Vermelho são algumas das paradas mais fascinantes.

Após o passeio pela cidade antiga, a dica é conhecer as avenidas largas e as construções modernas, além dos parques e seus lindos jardins. Ganham destaque a Casa do Parlamento, o Portão da Índia e dois monumentos: Qutub Minar e Tumba de Humayun. Também não deixe de conferir os templos Gurudwara Bangla Sahib (sikh) e Lakshminarayan (hindu).

Para finalizar, os mercados locais também são fascinantes e perfeitos para realizar compras. Em Janpath Market, você encontra ótimos preços, e, em Khan Market, uma espécie de shopping aberto, há uma diversidade de lojas.

Agra

Ao visitar a Índia, é quase impossível não ter vontade de ir a Agra. É lá onde se encontra o Taj Mahal, uma das sete maravilhas do mundo moderno.

De deixar o queixo caído, o mausoléu foi classificado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. Foi construído entre 1630 e 1643, pelo imperador Shah Jahan, em memória de sua esposa, Aryumand Banu Begam.

Além do Taj Mahal, uma dica interessante é conhecer o Agra Fort. Localizado na margem do Rio Yamuna, foi construído entre 1565 e 1573, pelo imperador Akbar, e funcionou por um longo período como base militar.

Depois de funcionar como base militar, foi transformado em palácio. O prédio colossal tem 20 metros de altura e dois quilômetros e meio de diâmetro. Além disso, conta com construções de diversos estilos arquitetônicos.

Jaipur

Jaipur fica na província do Rajastão e é conhecida como a cidade rosa, por conta de diversas construções pintadas com essa cor. A curiosidade é que esse fato se sucedeu por ordem do marajá Ram Singh, que quis agradar o príncipe de Gales em uma visita. Na Índia, a cor rosa é sinônimo de boas-vindas. Assim, a tradição ainda é mantida nos dias atuais.

Jaipur é bem planejada e acabou se transformando em um importante centro de negócios. Além disso, a cidade atrai um grande número de visitantes, por conta do potencial turístico e da sua capacidade de preservar seus valores e raízes.

Um dos pontos altos são os artesanatos e as artes, como as joias, as esculturas em pedras e os tecidos pintados à mão. Além disso, existe a possibilidade de fazer um passeio inesquecível no dorso de um elefante.

Entre os pontos turísticos imperdíveis, podemos destacar o Raj Mandir, o Hawa Mahal (Palácio dos Ventos), a Fortaleza Amber, o Museu do Palácio da Cidade, o observatório astronômico Jantar Mantar e o Complexo City Palace

Características gerais

A Índia é um país incrível, contém muitas histórias e merece ser explorado com calma para ser bem compreendido. Nossa recomendação é que você viaje com a mente e com o coração abertos, para que possa aceitar a Índia como ela é, sem preconceitos ou restrições.

Para conhecer bem o Triângulo Dourado da Índia, recomenda-se entre 7 e 10 dias de viagem. Também vale dizer que, com mais tempo, nada impede que você conheça outras cidades do país, como Rishkesh, que, assim como as outras, reserva experiências únicas e incríveis.

Viagem com especialista

Hoje em dia, viajar na companhia de um especialista na cultura de um determinado país pode fazer toda a diferença. Além das visitas habituais aos cartões postais do local, um guia pode ajudar o turista a imergir na cultura local, a conhecer espaços menos badalados e realizar atividades que fazem parte do dia a dia dos nativos.

Em se tratando da Índia, existem guias como o montanhista e ambientalista Marcelo Guimarães, que também é um experiente pesquisador de filosofias orientais. Ele teve diversas vivências no Himalaya e passou a promover viagens de aventuras e conhecimentos para a Índia e Nepal. No Triângulo Dourado da Índia, é possível acompanhar Marcelo durante 9 dias, nas visitas às cidades de Nova Delhi, Jaipur e Agra.

O que você achou dessas dicas? Uma viagem ao Triângulo Dourado da Índia, sem sombra de dúvidas, vai além de um cenário com passeios previsíveis. Trata-se de uma experiência que integra o novo com o antigo. O empreendedorismo com a espiritualidade. As cores com o misticismo.

Se você acha que esse roteiro tem tudo a ver com seu estilo e o da sua família, entre em contato conosco. Temos um roteiro ideal para você.