Viajar é muito bom, mas também pode ser cansativo, ainda mais quando se viaja com crianças e bebês, pois eles precisam de muito cuidado e atenção. Devemos estar em alerta a todo o momento e também nos atentar para o planejamento da viagem, que pode ser muito diferente de quando viajamos sem eles. Por isso, trouxemos 6 dicas para facilitar a sua viagem com os bebês ou crianças pequenas:

  1. Escolhendo o destino

Antes de tomar qualquer providência para viajar com as crianças ou bebês é preciso definir o destino da viagem. Muitos se perguntam se é possível fazer viagens de turismo de natureza com bebês. E a resposta é que isso varia de família para família, de acordo com suas experiências prévias e a capacidade de conseguirem se afastar dos grandes centros com maior estrutura hospitaleira.

Se você já é um amante deste tipo de viagem e quer cultivar este valor desde cedo em seu filho, lembre-se de que existem equipamentos específicos que permitem levar bebês e crianças de até 2 ou 3 anos para fazer caminhadas curtas ou mesmo longas. Aqui estão algumas dicas de destinos para turismo de natureza que já visitamos com bebês:

  • Península de Maraú, na Bahia. Praias, cachoeiras, cultura tradicional e a terceira maior baía do Brasil para ser explorada em passeios de barco.
  • Amazônia – Existem hotéis que ficam a apenas 1h30min de Manaus com uma excelente estrutura, como Anavilhanas e o Mirante do Gavião e também bons hotéis , como o Ecopark que está bem próximo de Manaus e pode ser  acessado em 30 minutos de barco.
  • Jericoacoara, no Ceará. Com o aeroporto próximo, ficou mais acessível e fácil de levar crianças.
  • Foz do Iguaçu, no Paraná, é uma excelente alternativa para apresentar aos filhos um dos mais emblemáticos Parques Nacionais do Brasil. Com toda infraestrutura é possível fazer trilhas, ver animais silvestres e conhecer as cataratas.
  • Chapada Diamantina e Chapada Dos Veadeiros usando mochilas específicas para carregar crianças (foto) durante as caminhadas mais longas. 

Pai Inacio 9 scaled - Dicas para viajar com bebês e crianças pequenas.

  1. Escolhendo o voo:

Por mais que seja ótimo pagar barato em um voo, essa nem sempre é a melhor opção quando se viaja com crianças e principalmente com bebês. Às vezes é melhor pagar um pouco a mais por um voo sem conexões ou por voos com conexões mais longas, porque você pode demorar mais para ir de um portão a outro. Também pode ser melhor pagar um pouco a mais por uma companhia aérea que saiba lidar melhor com a presença de bebês, pois ser mal atendido ou maltratado por causa de seu bebê é inaceitável.

 

  1. Escolhendo os assentos:

A maioria das companhias aéreas transporta crianças de até 2 anos sem custo, contando que ela vá no colo do pai ou da mãe. Por mais que seja tentador economizar o dinheiro de um assento, essa pode não ser a melhor escolha. Existem alguns fatores que devem ser considerados ao decidir se compra um assento para o bebê ou não, como: Quanto tempo dura o voo? Você estará viajando com outro adulto que pode segurar o bebê em parte do voo?

130815 refacao veja aqui qual e a documentacao necessaria para viajar com criancas - Dicas para viajar com bebês e crianças pequenas.

  1. Fazendo as malas

Ao fazer as malas seja estratégico. É melhor levar uma mochila que caiba embaixo do assento à sua frente, do que só uma mala de mão que precisa ser colocada nos compartimentos acima dos assentos, pois com a mochila, você conseguirá acessar mais facilmente os itens que precisa a todo momento. Caso você também opte por levar uma mala de mão, escolha uma que tenha bolsos externos, onde poderá colocar itens de fácil acesso. 

**Leve saquinhos ziploc. Eles ajudam em várias situações. Você pode colocar algumas fraldas e lenços umedecidos para facilitar a troca do bebê no banheiro. Pode colocar os líquidos que às vezes precisam ser retirados da mala no raio-x e até colocar fraldas sujas caso não tenha um lixo disponível imediatamente.

Pai Inacio 3 scaled - Dicas para viajar com bebês e crianças pequenas.

  1. Aliviando a pressão nos ouvidos do bebê

Planeje alimentar o bebê durante a decolagem e pouso. São nesses momentos em que a pressão mais incomoda os ouvidos e o ato de mastigar ou engolir podem aliviar essa sensação.

  1. Lembre-se do documento

É importante levar um documento de identificação do bebê. Mesmo que ele ainda não tenha carteira de identidade, você deve levar a certidão de nascimento original ou uma cópia autenticada, tanto para comprovar sua identidade, quanto para comprovar a idade, já que algumas companhias aéreas não cobram passagem de bebês menores de 2 anos como dito anteriormente.

Dica bônus:

Se você foi viajar com bebês ou crianças pequenas sozinho(a) e precisar de uma mãozinha, você pode levar uma babá com você ou então contratar uma em seu destino. Para isso, você pode contar com a Babysits, a maior plataforma de cuidados infantis do mundo, presente em 38 países, e que tem como missão a conexão entre pais e babás. Você pode se cadastrar e procurar babás em qualquer um dos países em que a plataforma atua.